top of page
Buscar
  • Foto do escritorAlysson Camargo

As lendas amazônicas nas fotos de Thiago Azevedo


A Amazônia tem o que Paes Loureiro chamou de “poética amazônica”, um ecossistema de lendas sobre personagens que habitam a floresta e os rios. Esses personagens nascem de uma oralidade que narra a relação entre os mundos concreto e abstrato. O xamã é um dos responsáveis por fazer essa comunicação entre os mundos. Essa viagem oferece para ele uma percepção sobre quais atitudes, comportamentos e atividades devem ser realizadas pelas pessoas nas comunidades para garantir a sua sobrevivência.


Nas fotografias de Thiago Azevedo vemos algumas das possíveis representações dessas lendas, como a da Iara, uma sereia com cabelos negros e longos, cauda de peixe, que com a sua beleza convida os curiosos para conhecer as belezas do fundo do rio, de onde nunca mais voltarão. O Curupira é outro personagem das lendas amazônicas que, por meio de uma série de estratégias, como os pés virados, os assovios e o seu conhecimento profundo, consegue amedrontar os caçadores e proteger a floresta.


As fotografias do artista são possíveis índices de uma visualidade amazônica que é construída perpetuamente, afinal, nasce da cultura viva e em constante modificação. Essas lendas estão no dia a dia das comunidades regionais e atravessam gerações, contadas pelos descendentes aos seus filhos e netas.


São histórias que, nas fotografias do artista, ganham representação visual. Como representar um personagem que, em muitos casos, é interpretado como um espírito da floresta? A fotografia usa seu poder de representação da “verdade” para criar ficções, uma brincadeira com o nosso olhar.




1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page